Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Asas De Fogo

Pequenas poças de tinta na paleta deixadas

De cores estranhas de diferente brilhar

Aguardam serenas frescas separadas

Que o sábio pincel as venha buscar

Na branca tela em traços realçadas

A mão engenhosa do mestre as irá colocar

Enfeitiçantes estas cores irão fazer

Uma imagem encantada na tela aparecer

 

Mergulha na tinta o pincel tonto de loucura

Surgem as figuras no centro da tela

O feitiço da tinta dá vida à pintura

Nos traços graciosos que o mestre pincela

Uma fina e transparente nuvem de água pura

Um pássaro de fuligem do pincel cai

De asas abertas inesperado livre vai

 

Voa pássaro negro luzente deliciado

Na fina nuvem branca em levitação

Asas de fogo rasgam em voo picado

As partículas de água em suspensão

Rodopia veloz o seu corpo delicado

Traça no espaço um rasto de clarão

Em anel de fogo que contorna a imagem

Pintada na tela a vertiginosa viagem

 

 

 

Editado por Barão Van Blogh .

 


Publicado por @s às 00:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
75 comentários:
De Sandecida a 17 de Setembro de 2007 às 13:23
Olá

primeiro quero agradecer a vista no meu cantinho... volta sempre pois serás muito bem vindo...

agora o post... que dizer de um pintor de "asas de fogo"??? que pintas palavras maravilhosamente...

Tentamos todos os dias pintar um pouco desta nossa humilde vida, com as cores mais alegres e mais belas, desta paleta de cores que é a vida...

bjos sempre doces


De Lau a 17 de Setembro de 2007 às 14:45
Lindo como todos os outros :)
Uma optima semana
JOkitas angelicais


De Rhiannon a 17 de Setembro de 2007 às 18:43
A vertiginosa viagem nas asas de fogo


De O Árabe a 17 de Setembro de 2007 às 19:10
Asas de fogo... na maioria das vezes, aquelas que nos impulsionam para o alto! ;)


De pim! a 17 de Setembro de 2007 às 19:12
adorei! permita-me que faça uma analogia. o que contou foi a historia de uma relaçao em que a tela e o pincel representavam cada um dos participantes nesta.

PS: continue a dar-nos o prazer de "le-lo"


De APC a 17 de Setembro de 2007 às 19:16
Segui o fino fio deixado e encontrei a fonte.
Belo poema, Barão! Um "blogh" que promete muito! :-)
Votos de uma excelente semana também!


De Smile a 17 de Setembro de 2007 às 20:47
São as simples palavras que fazem os grandes momentos..... é a simplicidade das coisas que faz as grandes lembranças...... é a simplicidade que faz o momento....... *****

Beijo e grata pela visita :o)


De arya bodhisattva a 17 de Setembro de 2007 às 21:17
gosto imenso dos poemas que aqui estão escritos.

p.s. - não estou a dizer isto apenas por dizer.

(^^)d


De doce amor a 17 de Setembro de 2007 às 21:17
Gostei muito.Mas estou com tanto sono que venho ler amanhã com mais atenção

Um beijod doce:)


De TERNURA a 17 de Setembro de 2007 às 21:40
A curiosidade trouxe-me até aqui.
E depois de cá estar fiquei encantada com tão bonitas palavras.
Continue a escrever , que eu vou continuar a vir cá, para o ler.
Semana feliz.
:-)


Comentar post

Obrigado por visitarem este humilde albergue ...

Sobre mim

Frescos

Magia ou Fantasia

O Velho Do Realejo

Luzente Brilho Dos Amante...

Imagino

Nevoeiro Do Tejo

Piano Em (Des)Concerto

Vem

Quero(-Te)

Asas De Fogo

Mulher Menina

No sotão

Março 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Pesquisar neste blog

 

tags

todas as tags

Ilustres convidados

Estou no Blog.com.pt
SAPO Blogs

Subscrever feeds