Sábado, 20 de Outubro de 2007

Imagino

 

Imagino teu corpo à beira mar

Nas rochas da falésia esculpido

A insistente erosão sábia a moldar

Pelas ondas delicadamente polido

 

Batem e salpicam em carícias

Gotas que cobrem de frescura

De transe quase há loucura

Nos arrepios que fazem delicias

 

Imagino em escultura morena

Bronzeada ao sol de Verão

Figura sensual e serena

Alquimia no sonho da ilusão

 

Negros cabelos soltos agitados

Pela brisa em suave afagar

Tons de negrume de enfeitiçar

Pela minha alma na escarpa pintados

 

Imagino a bruma à tua frente

Branca que se estende sedosa

Lençol de seda envolvente

Alva brancura fina preciosa

 

Leito desfeito enrugado

As ondas o fazem parecer

Momentos de louco prazer

Se esculpido estivesse a teu lado

 

 

 

Editado por Barão Van Blogh .

 


Publicado por @s às 16:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
55 comentários:
De alicebarollo@hotmail.com a 21 de Outubro de 2007 às 02:55
é sempre bom estar aqui e aprender contigo !! bjusss e um lindo domingo para ti.


De maria m. a 21 de Outubro de 2007 às 09:42
bonito poema de amor ou paixão, inscrito na beleza do mar.


De Marta Vinhais a 21 de Outubro de 2007 às 11:03
Imaginar, desejar, sonhar.............a magia que enche o olhar....
Estar-se em sintonia consigo própria e com outros...
Gostei muito - obrigada pela partilha e também pela visita.
Beijos e abraços
Marta


De dalaila a 21 de Outubro de 2007 às 15:19
E com estas palavras de imaginação esculpo-me no tempo....


De Alvaro Gonçalves a 21 de Outubro de 2007 às 17:28
Boa tarde meu bom anjo amigo,

Cá estou eu novamente para te sentir e ver neste teu tão doce e suave recanto, onde connosco partilhas tão belos e fortes sentimentos e emoções.
Obrigado, meu anjo.
Levo comigo hoje mais um pouco de ti.
Deixo-te um beijo no coração.


De funny-learning.blogspot.com a 21 de Outubro de 2007 às 18:58
Adorei o poema!
A descrição da " mulher amada" é fantástica.
Um beijo e que nunca perca a imaginação,que nunca faltem as palavras


De goretidias a 21 de Outubro de 2007 às 19:38
Um magnífico poema repleto de encanto, ritmo e sedução!
Deixo um convite:
Escritartes.com


De marlenemaravilha a 21 de Outubro de 2007 às 22:41
Que lindo!!
Corpos, cabelos soltos, brisa, mar. leito desfeito, momentos, louco prazer...cada um pode imaginar a sua hístória!!!
Aguardo tua visita!
beijos e uma linda semana!


De Olhos de Mel a 22 de Outubro de 2007 às 03:09
Olá Barão! Que linda e sensual poesia! Perfeita!
Que sua semana seja feliz!
Beijos


De Visão Caleidoscópica a 22 de Outubro de 2007 às 13:52
A eterna maravilha de te ler...
Bem hajas!
Beijos e até mais...


Comentar post

Obrigado por visitarem este humilde albergue ...

Sobre mim

Frescos

Magia ou Fantasia

O Velho Do Realejo

Luzente Brilho Dos Amante...

Imagino

Nevoeiro Do Tejo

Piano Em (Des)Concerto

Vem

Quero(-Te)

Asas De Fogo

Mulher Menina

No sotão

Março 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Pesquisar neste blog

 

tags

todas as tags

Ilustres convidados

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

Subscrever feeds